Segundo dados da ONU, em 2014, Brasil sobe duas posições e ocupa quinto lugar entre os países que mais recebem investimentos estrangeiros diretos, superando os países da Europa.

Por Andressa Valli

Os dados também mostram que, pela primeira vez, a China superou os EUA e agora é o maior receptor de investimentos do mundo.

É importante frisar, porém, que a ONU alerta que em 2015 pode acontecer uma importante queda de investimentos nos emergentes, principalmente aqueles que dependem de commodities e onde o crescimento do PIB sofre um forte freio, como no Brasil.

Trocando em miúdos, para o mercado imobiliário, isso significa que podemos ter o que já prevíamos: uma diminuição dos lançamentos de empreendimentos novos, mas uma comercialização mais acentuada de unidades em estoque e com preços e condições mais atrativas.

É hora de fazer bons negócios, pois o mercado está se realinhando e isso é bom para o investidor e para o consumidor final.

Fonte: Info Money